fbpx

Sócio de Empresa: Responsabilidades Tributárias e Execução Fiscal

Ao ter sido sócio de uma empresa, é essencial compreender as implicações fiscais que podem persistir após o desligamento. Neste artigo, discutiremos as possíveis responsabilidades tributárias e se você pode ser cobrado em um processo de execução fiscal relacionado à empresa da qual foi sócio.

1. Desligamento da Empresa e Responsabilidades Tributárias

O desligamento de uma empresa não encerra automaticamente as responsabilidades tributárias dos sócios. Dependendo da estrutura jurídica da empresa e do momento do desligamento, você pode continuar sujeito a obrigações fiscais, mesmo após não ser mais sócio.

2. Subsidiariedade e Responsabilidade dos Sócios

A subsidiariedade é um princípio importante em casos de execução fiscal. Os sócios podem ser chamados a responder pelas dívidas tributárias da empresa se ficar comprovada a incapacidade desta em quitar seus débitos. No entanto, essa responsabilidade é subsidiária e depende da configuração jurídica da empresa.

3. Natureza da Dívida e Momento do Desligamento

A natureza da dívida tributária e o momento em que você se desligou da empresa são fatores determinantes. Caso a execução fiscal seja referente a períodos em que você não era mais sócio e não há responsabilidade solidária, é possível contestar a cobrança.

4. Proteção Jurídica e Documentação Adequada

Para resguardar-se de possíveis cobranças indevidas, é crucial ter documentação que comprove a data e a forma do desligamento da empresa. Além disso, a busca por orientação jurídica especializada pode fornecer uma avaliação precisa das suas responsabilidades e direitos.

5. Contestação e Meios de Defesa

Se citado em um processo de execução fiscal relacionado à antiga empresa, é fundamental apresentar defesa de forma assertiva. Contestar a cobrança e apresentar documentos que respaldem sua não responsabilidade pela dívida são passos importantes.

6. Conclusão

Ser sócio de uma empresa traz consigo responsabilidades fiscais, mas essas não são ilimitadas. A compreensão da legislação vigente, a documentação adequada e a busca por assessoria jurídica são elementos essenciais para enfrentar um processo de execução fiscal de forma eficaz.

Este artigo busca fornecer uma orientação inicial, mas é recomendável procurar a orientação de um profissional jurídico para uma análise mais detalhada e específica do seu caso.

Clique aqui para saber mais

Ficou com mais alguma dúvida ?

Entre em contato conosco

_______________________________________

Dr. Hyan Smões Alves | Advogado Tributarista

E-mail: hyan.alves@hsadvtributaria.com

WhatsApp: (27) 99845-4178

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Nome